quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Creme Vichyssoise




Talvez esteja na simplicidade o sentido da complexidade. Assim como a beleza e os prazeres da vida, a gastronomia se revela em muita coisa simples. Um dos cremes mais simples e clássicos da gastronomia não passa despercebido ao paladar. Marcante, de textura única e de uma delicadeza ímpar, ele impera até os dias de hoje.

O nome Vichyssoise vem de uma região na França, Vichy. Como na maioria das receitas, existe controvérsias quanto a sua criação. Há relatos de que foi criado pelo chef francês Jules Gouffé. Ele publicou a receita no livro Royal Cookery em 1869. Mas o mais comum é ouvirmos falar que foi criado pelo Che Louis Diat, no Hotel Ritz-Carton de Nova York em 1917. Ele diz que o creme tem inspiração nos assaltos noturnos de sua geladeira, onde comia um creme de batatas com alho poró frio.

Eu, particularmente, acho o creme pesado para o nosso verão. Mesmo servido frio, tem caldo de galinha e creme de leite. Mas não deixaria de saborear nem no deserto do Saara. Existem várias adaptações da receita e uma que fica ótima é trocar a batata por couve flor.

O preparo é simples, rápido e faz bonito naqueles dias corridos. Vamos lá:


Creme Vichyssoise

Ingredientes:

2 colheres de sopa de manteiga
1 alhó poró fatiado
200g de batatas cortadas em cubo
750ml de caldo de galinha (caseiro, por favor)
1 bouquet garni pequeno (louro, tomilho e salsa)
120ml de nata ou creme de leite fresco

Modo de preparo:

Refogue o alho poró na manteiga durante 10 minutos. Acrescente a batata, o caldo de galinha e o bouquet garni. Deixe cozinhar de 30 à 40 minutos. Tire do fogo e bata no liquidificador. Volte ao fogo, acrescente o creme de leite e deixe cozinhar, mexendo sempre, até levantar fervura. Retire do fogo, espere esfriar e leve para geladeira por aproximadamente 2 horas. Na hora de servir coloque cebolinha picada por cima. Prefiro colocar algumas ervinhas para ficar mais bonito e colorido.


Beijos e abraços acalorados!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário